Cultura

Snapchat Addicted!

04/08/2015 // 0 comentários

Gente! sério!! Eu viciei no Snap!!! Eu baixei o snap faz um tempão, mas não tinha achado tão legal… aí eu vi um monte de gente falando do aplicativo e descobri que atualizaram, agora dá para postar pra todo mundo ver. Lá no começo não dava, né? Você mandava para seus amigos e só. Então… Aí descobri que agora não. Que agora rola filmar/fotografar e deixar lá disponível por 24 horas para todo mundo que te segue. Ai resolvi tentar de novo 🙂 E agora eu viciei, faz uns 3 meses que eu comecei a usar e estou amando. É surpreendente a proximidade que a gente sente com as pessoas através do snap, várias blogueiras que eu seguia no Instagram, mas não tinha tanta afinidade, hoje eu Amooo. Acho que tudo fica mais verdadeiro e a gente consegue ver um pouco da pessoa na vida real e aí você começa a se sentir tipo amiga mesmo, sabe?! hahaha Me procurem lá e me adicionem 😉  Esse é o meu username: lillimagalde  Comecei a convencer todos os meus amigos a usarem o Snap também, porque é muito divertido haha Pra quem ainda tem dúvida, vou explicar rapidinho o básico do Snapchat. – Os vídeos só tem 10 segundos. – As fotos e vídeos tem que ser feitos na hora. Tipo filmou e postou. Fotografou e postou. – No snap você não tem que pensar “será que eu posto isso?” porque as fotos e vídeos só ficam disponíveis durante 24 horas e para quem clicar em cima do seu nominho para assistir. Você também controla quem pode ver: seus amigos, todas as pessoas do mundo, uma única pessoa que você escolha […]

Yoko Ono é a estrela de uma exposição no MoMA de Nova York

16/06/2015 // 0 comentários

O MoMa (Museu de Arte Moderna) de Nova York abriu as portas para a “One Woman Show”, primeira retrospectiva dedicada a Yoko Ono. A japonesa é considerada uma das maiores artistas conceituais do século 20, mas costuma ser lembrada como a esposa de John Lennon. As obras foram produzidas pela artista entre os anos de 1960 e 1971 e propõem uma grande interação com os visitantes. O ponto de partida para a exposição foi a estreia não oficial da japonesa no MoMa, mais de 40 anos atrás. Em 1971, ela anunciou uma mostra fictícia chamada One Woman Show em um museu chamado Museum Of Modern (F) Art (“fart”é pum, em inglês). Quando os visitatens chegavam ao MoMa, não havia nenhuma evidência de seu trabalho e uma plaquinha na porta dizendo apenas que Yoko Ono tinha liberado moscas na região do museu e convidava o público a tentar encontrá-las enquanto elas se espalhavam pelas ruas da cidade. Dessa vez, a mostra acontece de fato. Grande parte do que vai ser exposto foi doada ao MoMA em 2008 pelos colecionadores Gilbert e Lila Silverman, fãs do movimento Fluxus, do qual Yoko faz parte, formado por artistas interessados em multimídia nos anos 1960. As criações de Yoko são poéticas, bem-humoradas, esquisitas e, às vezes, interativas. Entre os destaques está Painting to Be Stepped On (1960-61) – “tela para ser pisoteada”, em tradução livre – que convida os espectadores a caminhar em um quadro que fica no chão. Apesar de correr o risco de passar despercebida, a peça questiona a divisão entre arte e cotidiano. A exposição começou em maio e vai até o dia 7 […]

Meryl Streep estrela “Suffragette”, filme sobre luta do voto feminino

10/06/2015 // 1 comentário

Baseado em fatos reais, Suffragette, reproduz o início do movimento pelo voto feminino na Inglaterra. “Suffragette“ (em português, sufragista) não só é o nome do novo filme estrelado pela brilhante Meryl Streep, como também é o termo usado na época para nomear as participantes da luta pelo direito feminino ao voto. Meryl Streep vive Emmeline Pankhurst, a fundadora do partido Women’s Social and Political Union. A história se passa no início do século passado, quando as manifestações feministas se multiplicavam pelas ruas da Grã-Bretanha. Uma jovem casada (Carey Mulligan), cansada da desigualdade de gêneros, decide se aliar à luta, descobrindo a violência das manifestações, as ameaças do governo e a ira do marido. Assista ao trailer que acabou de sair do formo (em inglês): Suffragette, além de contar essa história maravilhosa do início do movimento feminista e ter um elenco fortíssimo, é também escrito e dirigido por mulheres: Abi Morgan e Sarah Gavron, respectivamente. O filme será lançado nos cinemas dos EUA dia 23 de outubro! Ainda não foram divulgadas datas de lançamento para o Brasil. Agora é esperar para ver… Ansiosaaaaa!!! L Share