abril 2016

Estilistas veganos

26/04/2016 // 0 comentários

Ter uma alimentação vegan já não é tão fácil, principalmente dependendo de onde você mora, mas quando o assunto é moda ética, o consumidor consciente pode experimentar um novo nível de frustração. Alguns designers podem reivindicar ser eco-friendly, mas usam couro e peles em suas roupas. Outros usam materiais que parecem ser orgânicos, mas na verdade, envolvem uma série de produtos de origem animal. Na esperança de descobrir uma união perfeita entre fashion e estilo de vida vegan, fiz uma pesquisa para descobrir se é possível ser elegante e amigo dos animais. Para minha alegria, encontrei algumas marcas que são eco-friendly, vegan e produzem produtos de alta qualidade, peças adoráveis. Parece que moda e ética podem coexistir 😉 Stella McCartney Stella McCartney, última palavra para vegan alta costura. A designer começou a marca com seu nome em 2001 e desde então tem se dedicado a sua linha eco-friendly e vegan.  Os projetos da McCartney vão desde vestidos do dia a dia até vestidos para o tapete vermelho e bolsas maravilhosas com inspiração rocker. Em referência a suas criações conscientes, o site da McCartney declara: “Nós não usamos couro e peles (isto é, cobra, crocodilo e outras espécies exóticas)”. A linha da Stella McCartney pode ser cara, mas sua atenção aos detalhes e sua consciência ambiental é o sonho de qualquer fashionista vegan. Matt & Nat O nome da marca Matt & Nat é o diminutivo de Material e Natureza, que são as duas maiores preocupações da marca. Criada em 1995, Montreal, com o lema “Live Beautifully.”  A marca não usa produtos de origem animal ou produtos que não sejam ambientalmente amigáveis. Eles têm carteiras, bolsas e acessórios em uma variedade de estilos levemente desgastado e com tons desbotados. Desde o início da […]

Porque eu me tornei Vegan

19/04/2016 // 0 comentários

Desde criança eu sempre tive uma alimentação saudável, nunca foi perfeita, mas saudável, principalmente comparada com a alimentação de outras crianças que eu conhecia. Na nossa casa sempre teve muitas frutas e vegetais, refrigerantes e doces eram só em ocasiões especiais, mas era normal de sexta-feira pedir pizza e de domingo ter macarronada. Conforme eu fui crescendo eu mantive esses hábitos. Resolvi estudar nutrição, até mesmo por toda a influência que eu tive em casa. Me tornei vegetariana aos 21 anos, mas aos 23 eu fui morar fora e pela facilidade voltei a comer carne. Há 2 anos eu me tornei pescetarian (apenas peixe) e esse ano depois de fazer muitas pesquisas, assistir documentários, ler diversos livros sobre o assunto eu tomei a decisão de me tornar vegan, não consumo mais queijos, ovos ou qualquer outro alimento de origem animal. Durante muito tempo, eu pensei no que os outros iriam pensar se eu me torna-se vegan, como meus amigos e familiares iriam reagir, como seria nas festas de natal e se meus amigos não me convidassem mais para eventos ou jantares, enfim eu estava muito mais preocupada na reação dos meus amigos e familiares do que com a própria dieta 🙁  Já foi comprovado diversas vezes o bem que faz para a saúde a alimentação à base de plantas e o mau que faz para a saúde, comer alimentos de origem animal em grande quantidade. O documentário “Forks over knives” (troque a faca pelo garfo) na minha opinião é um dos melhores, vale muito a pena assistir e ver todos os estudos de anos, que comprovam os benefícios da alimentação à base de plantas. E eu também sempre fui uma […]